Modelo de previsão do consumo de eletricidade residencial empregando técnicas de dinâmica de sistemas - Ietec

Modelo de previsão do consumo de eletricidade residencial empregando técnicas de dinâmica de sistemas

Mestre
Sérgio Ricardo Dieguez Couto

O consumo de energia elétrica no setor residencial representou, em 2014, 24,86% do consumo total no Brasil. Especificamente em Minas Gerais, este valor corresponde a um crescimento médio do consumo de 5,2%, enquanto no Brasil foi de 5,7% a partir do ano de 2006. Componentes chaves afetam a mudança do consumo de energia elétrica como, por exemplo, o crescimento da população, tamanho médio das residências, quantidade de equipamentos (eletrodomésticos), crescimento da economia e eficiência do uso da energia em novas tecnologias ou na melhoria das tecnologias já existentes. Este trabalho analisa estas informações a partir de dados dos relatórios oficiais de órgãos dos governos federal, estadual e municipal, criando um modelo de Dinâmica de Sistemas para predizer o consumo ao longo dos anos. São utilizadas informações da Pesquisa de Posse de Equipamentos e Hábitos de Uso realizada pela Eletrobrás/Procel e informações de população realizadas pelo IBGE. Para predizer o consumo de energia elétrica foram criados cenários baseados nos cenários criados pelo Plano Nacional de Energia 2030. O cenário otimista criado é baseado no cenário “A – Na crista da onda” enquanto o cenário pessimista é baseado no cenário “C – Náufrago”. O cenário intermediário criado foi baseado na média entre os cenários “B1 – Surfando a marola” e “B2 – Pedalinho”. O maior crescimento do consumo de energia elétrica foi para “Condicionamento Ambiental” que envolve equipamentos como ar condicionado, ventiladores e circuladores de ar. O maior decréscimo foi para “Iluminação”, que considera a retirada das lâmpadas incandescentes do mercado até o ano de 2025.

Data: 28/04/2017

Banca avaliadora:

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com