Imprensa

Ietec

PMI segue evidenciando importância da Análise de Negócios (Business Analysis) para a efetividade dos projetos

Business Analysis

Business Analysis

Dando continuidade aos investimentos iniciados em 2014 com o lançamento da certificação PMI-PBA (profissional de análise de negócios) e a edição do livro “Análise de negócios para profissionais – um guia de práticas” (2015), o PMI lançou esse ano a primeira edição do “THE PMI GUIDE TO BUSINESS ANALYSIS”. Segundo ressalta em seu website[1], “o Guia do PMI para Análise de Negócios” foi elaborado no mesmo formato e abordagem do PMBOK, seguindo as regras de padronização de processos da ANSI.

O PMI justifica seu grande interesse no setor ressaltando que: “o campo de análise de negócios cresceu nos últimos anos e é frequentemente visto como uma competência   crítica de liderança para projetos, programas e portfólios. Analistas de negócios – e aqueles que realizam análise de negócios como parte de sua função – ajudam a produzir requisitos de alta qualidade, envolvem as partes interessadas e ajudam a gerar resultados de sucesso” [2]. A entidade também enfatiza que aplicação das técnicas e ferramentas de análise de negócio, contidas na padronização do guia, podem ser empregadas por organizações de qualquer segmento ou porte no processo contínuo de entregas de projetos.

A elaboração da análise da situação atual da organização, feita aplicando-se as ferramentas de análise de negócios, gera a principal entrada de qualquer projeto: o business case ou caso de negócio. Ele contém os requisitos que devem ser atendidos pelo projeto, os requisitos de negócio, os requisitos das partes interessadas, os requisitos da solução e os requisitos da transição (requisitos temporários que devem ser atendidos para facilitar a implementação do projeto). Esse documento será empregado pelo gerente de projetos, independente do modelo de ciclo de vida do projeto.

Segundo o PMI (2015)[3] em projetos que empregam o modelo de ciclo de vida preditivo (tradicional ou em cascata) “a análise de negócios é conduzida, predominantemente, de maneira antecipada; os requisitos são firmados antes do desenvolvimento do produto” ou benefício do projeto. Já para os projetos que empregam o modelo de ciclo de vida iterativo/incremental, segundo a mesma fonte, “a análise de negócios é feita antecipadamente e em pequenas partes, ao longo do projeto”.  Para os projetos que empregam o modelo adaptativo (métodos orientados por mudanças ou ágeis), segundo o PMI (2015)[4] “a análise de negócios é constante” ao longo de todo o projeto.

Segundo o PMI (2014)[5] conhecer técnicas e ferramentas ligadas a análise de negócios é crucial para as organizações: “para que organizações forneçam projetos bem-sucedidos elas precisam ser realmente boas em análise de negócio”. O CEO do PMI, Mark A. Langley, na Virtual Conference 2015 – PMI Business Analysis foi enfático ao incluir a área de conhecimento nas metas estratégicas da entidade: “à medida que o papel do analista de negócios se torna cada vez mais essencial para as organizações, o PMI vai continuar a expandir sua linha de produtos e recursos de análise de negócios para atender as necessidades dos profissionais BA (Business ANALYSIS) em todo o mundo”.

Para os profissionais especialistas em gerenciamento de projetos o imenso investimento do PMI em Análise de Negócios evidencia uma grande oportunidade de incremento de empregabilidade e de ascensão profissional. Com os conhecimentos das técnicas e ferramentas BA o profissional especialista em gerenciamento de projetos passa a deter habilitação para atuar nas áreas de negócio e processos das organizações, além de ampliar o espectro de sua atuação em projetos. Para conhecer melhor a interação da análise de negócios no dia a dia dos profissionais de negócios, de processos e de projetos faça o curso gratuito EAD IETEC (vídeo aula com certificado), acessando o link: http://www.ietec.com.br/cursos/educacao-a-distancia/analise-de-negocios-e-profissionais-de-projetos-de-processos-e-de-negocio/.  E, por favor, divulgue esse link para a sua rede de relacionamento.



[3] PMI – Análise de negócios para profissionais – um guia de práticas (2015). Tradução Rubens Vinha Junior, Editora Saraiva, São Paulo, SP.

[4] PMI – Análise de negócios para profissionais – um guia de práticas (2015). Tradução Rubens Vinha Junior, Editora Saraiva, São Paulo, SP.

[5] PMI – Pulse of the Profession – Relatório Detalhado – Gerenciamento de Requisitos – Uma competência fundamental para o sucesso de projetos e Programas (2014).