Imprensa

Metodologias ágeis em gerenciamento de projetos para TI

Esse novo modelo traz uma nova abordagem, mais alinhada aos dias de hoje, constantemente em mutação

 

Na área de TI, para que os projetos possam obter o resultado esperado, é essencial que possuam velocidade, eficiência, segurança e qualidade. É nesse cenário que as Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos se tornam ferramentas imprescindíveis para o sucesso do empreendimento.

Segundo pesquisas realizadas pelo Project Management Institute Chapters em 2012, a maioria dos profissionais de Gestão de Projetos é do setor de TI. Essa afirmativa representa um aspecto positivo para as organizações que almejam o sucesso empresarial. Para o professor do curso de Engenharia de Software do Instituto de Educação Tecnológica (IETEC), Yóris Linhares, “a gestão dos projetos é um dos caminhos para assegurar esta melhora. Para alcançar o sucesso, é vital que se empregue uma estratégia de ciclo de vida que inclua entregas frequentes e incrementais de forma a permitir um ganho contínuo e acelerado de conhecimento pelas pessoas que realizam o projeto”, atesta.

Mas o gerenciamento dos projetos em TI possui as suas particularidades. Esses empreendimentos são muito complexos, exibem a dificuldade de visualização do seu produto final e, além disso, estão inseridos em um ambiente altamente dinâmico. Linhares relata que os projetos de TI geralmente se apresentam como a estrutura para o negócio de organizações que atuam em qualquer setor, quando não são o seu core business. “Desta forma, estão integrados ao portfólio de projetos das organizações a fim de ajudá-las a alcançar seus objetivos estratégicos”, diz. Nesse ponto é muito importante que o GP envolvido possua certas habilidades para desenvolver melhora sua equipe, como espírito de liderança e comunicação. “Além disso, espera-se que um GP de TI possa desenvolver equipes capazes de se auto-organizar em torno de objetivos claros e compartilhados por todas as pessoas envolvidas e fomentar equipes que se adaptam a alterações constantes no projeto”, informa o professor do IETEC.

Mas essa modalidade em expansão ainda enfrenta certos entraves. É indispensável que a alta administração das empresas compreenda e apoie profissionais de GP nas mais diversas áreas, e em especial, no ramo de TI. Além disso, podem existir outros impedimentos, “há uma dificuldade das organizações atuais em equilibrar investimento em aprendizagem sobre gestão com turnover. Portanto, percebe-se que as pessoas procuram se capacitar em cursos de gestão de projetos de forma independente às organizações em que atuam”, conclui o especialista Yóris Linhares.

O 16º Seminário Nacional de Gestão de Projeto terá a presença do professor Yóris Linhares, além do Head of Delivery da Ci & T, Leandro Augusto Ângelo e o do diretor de TI da Localiza, Alberto Wagner Campos. Os especialistas abordarão diferentes vertentes das Metodologias Ágeis no Gerenciamento de Projetos, demonstrando suas aplicações e relacionando cases de sucesso.

 

16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos

“Tendências em Gestão de Projetos: Pessoas, Tecnologias e Métodos” será o tema central do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos realizado pelo IETEC, nos dias 16 e 17 de junho, no Centro de Convenções do Hotel Mercure Lourdes (Av. do Contorno 7315, Lourdes, Belo Horizonte). Para mais informações, acesse www.ieteconline.com.br.

 

SERVIÇO:

16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos

Dias: 16 e 17 de julho de 2013

Local: Centro de Convenções do Hotel Mercure Lourdes – Avenida do Contorno, 7315 – BH

Inscrições e informações: (31) 3116-1000 – www.ieteconline.com.br/