Imprensa

Melhorias contínuas no processo de desenvolvimento de softwares

 RESUMO

As constantes evoluções no setor de desenvolvimento de software e a alta competitividade do mercado faz com que as organizações busquem o aprimoramento de seus processos de desenvolvimento de software e novas metodologias com o objetivo de elaborar produtos com melhor qualidade e custo reduzido. As organizações atualmente tem optado pela utilização do framework Scrum e por melhorias na área da gestão do conhecimento (GC) para alcançar tais objetivos. Este trabalho apresenta uma pesquisa exploratória e qualitativa com o objetivo principal de avaliar as melhorias geradas pela associação do Scrum com a GC. Foi realizado também um estudo sobre a importância de formar uma equipe multidisciplinar e como compartilhar o conhecimento desde as primeiras fases de desenvolvimento de um software. Por fim elaborou-se uma proposta de modelo de desenvolvimento de software unificando o Scrum com as técnicas da GC, garantindo entregas constantes aos clientes e focando na disseminação do conhecimento através das fases de socialização e externalização do processo de Socialização, Externalização, Combinação e Internalização (SECI), conhecida também como a espiral do conhecimento.

INTRODUÇÃO

Com as constantes mudanças e evoluções que ocorrem no ambiente de desenvolvimento de produtos, de forma geral, as exigências de que as empresas se adaptem para atender ao mercado cada vez mais exigente e competitivo tornou-se uma questão de sobrevivência. Para as empresas de desenvolvimento de software o cenário não é diferente. As exigências em função das evoluções vão desde a produção de softwares com qualidade, baixo custo, até aos aspectos de rapidez e flexibilidade. A mudança necessária nas empresas para se adequar a essa nova realidade pode implicar em alterações em toda a linha do processo produtivo.

No que tange os processos de desenvolvimento de softwares as evoluções foram consideráveis, passando de abordagens sequenciais, onde se considerava a finalização de cada fase, fazendo uma “passagem de bastão”, para abordagens de maior iteração entre os membros das equipes, com pequenas entregas e participação dos profissionais em toda a cadeia do processo, gerando desde já uma difusão do conhecimento.

A origem dessa nova abordagem de equipes de trabalho multifuncionais e multidisciplinares trabalhando com ciclos curtos e combinados para gerar inovação, agilidade e qualidade foi apresentada por Takeuchi e Nonaka (1986) no artigo The New New Product Development Game. A essa metodologia, na qual, a equipe trabalha em conjunto do início ao fim do processo de desenvolvimento, existe uma integração de papéis, um canal de comunicação direto com os envolvidos e um comprometimento com a experimentação e os resultados, deu-se o nome de Scrum.

Associado a origem dessa nova metodologia podemos considerar, de acordo com o mesmo artigo citado anteriormente, a origem de um importante conceito: a Gestão do Conhecimento. Segundo seus precursores, Takeuchi e Nonaka (1986) o ambiente gerado a partir da utilização da metodologia do Scrum é o ambiente necessário para a divulgação de conhecimento, ambiente esse chamado de “ba”. Tendo a mesma origem e utilizando de um mesmo ambiente é perceptível o quanto a associação da gestão do conhecimento e do Scrum podem contribuir para 8 melhorias nos processos de desenvolvimento, ponto esse que objetivamos mostrar nesse trabalho.

 

Clique aqui e baixe este artigo